domingo, 11 de abril de 2010

"E depois do Adeus" foi o início



Os meios de comunicação foram fundamentais naquela madrugada de Abril. A mobilização nacional dos militares, o secretismo e a coordenação das operações era fundamental para o sucesso da Revolução. Que melhor forma de comunicar que através da linguagem mais universal de todas: a música?
Assim, o rádio foi a forma de comunicação eleita pelos capitães, especialmente Otelo Saraiva de Carvalho que, a partir do Quartel da Pontinha, coordenou as operações.

O 1º sinal: a voz de João Paulo Dinis anunciou aos microfones dos Emissores Associados de Lisboa (Rádio Clube Português): “Faltam cinco minutos para as vinte e três horas. Convosco Paulo de Carvalho com o Eurofestival 74 “E depois do Adeus”. Era o início das operações militares a desencadear pelo MFA.

Sem comentários:

Enviar um comentário