sábado, 31 de janeiro de 2015

No início era a semente

Cumprindo a sua missão de apoiar as atividades curriculares, a Biblioteca de Sabugo recebeu, entre 19 e 24 de janeiro, a exposição "No início era a semente", cedida pelo Centro de Ciência Viva de Sintra.
Esta exposição conta a história de uma semente desde a sua formação até se tornar uma planta adulta.
A interação que existe desde o seu início até ao final entre as crianças e os materiais expostos, facilita as asprendizagens, tornando-as motivadoras e reais.
Conceitos como "polinização", "germinação", "plântula" já não são desconhecidos para os cerca de 380 alunos que visitaram a exposição.

Os meninos do 1º e 2º ano do Sabugo, dos Jardins de infância de Sabugo, Cortegaça, Palmeiros, Morelena, Camarões, Montelavar e Pêro Pinheiro, assim como do 1º ano de Pêro Pinheiro, participaram nesta experiência com muito entusiasmo e atenção. No final todos puderam provar algumas sementes e alimentos feitos com sementes. De início mais relutantes, todos apreciaram as sementes de girassol, as amêndoas torradas, os pinhões, as bolachinhas, a broa de milho e as pipocas que os aguardavam no final da visita.
Esta experiência transbordou depois para as salas de aula onde se têm desenvolvido várias atividades relacionadas com a sementeira, o reconhecimento das sementes, algumas delas envolvendo os encarregados de educação.








Os alunos dos 3º e 4º anos, visitaram a exposição de forma autónoma, explorando-a com a ajuda de um guião de trabalho. Nofinal todos consideraram a experiência muito positiva e enriquecedora, salientando o interesse do tema, a interatividade, a dinâmica da visita e deixando o apelo a que em breve outra exposição possa voltar com nova temática.
Aqui fica o apelo aos responsáveis.
Os docentes salientam a organização e a dinâmica como forma de proporcionar aos alunos "aprendizagens ativas e significantes" patentes no "entusiasmo e curiosidade que demonstraram".
Também os Encarregados de Educação, convidados a participar, apesar de serem em número reduzido, se mostraram entusiasmados pela exposição, salientando a sua abrangência, organização e experiência enriquecedora.






Deixamos o nosso agradecimento especial à Drª Fernanda Bessa, pelo seu entusiasmo contagiante, pelo magnífico trabalho que preparou e pelo apoio que nos deu para podermos dinamizar esta exposição.
Foi uma experiência muito gratificante.

Sem comentários:

Enviar um comentário